A Pintura da China

Conheça um pouco mais das técnicas e filosofias milenares que guiam este trabalho artístico inspirador que retrata o mundo por meio de paisagens e ideogramas.

A pintura chinesa tem como característica marcante o uso do traço como forma de expressão, indo de encontro à pintura ocidental, que joga com o claro e o escuro e camadas sobrepostas de cores. Na China a base da pintura é constituída pelos "quatro tesouros do estúdio": o pincel, a tinta, o papel e os tinteiros.

A tinta utilizada na produção de obras de arte é preparada a partir de uma barra de tinta sólida e água. Dessa maneira, pode-se preparar a tinta espessa ou aguada, proporcionando diversas tonalidades e nuances de cor.

O papel usado na pintura é papel "xuan" (popularmente, se chama papel de arroz no Brasil), era produzido em Xuancheng, província de Anhui, e daí vem o seu nome. O papel xuan é feito principalmente de amoreira, amoreira-papel, bambu e juta. É de cor branca, fino, mole, resistente, dificilmente atacado pelos insetos, por isso pode ser guardado durante longo tempo.

Na pintura chinesa, a melodia delicada e o sentimento que os pintores querem expressar podem ser bem apresentados através de pinceladas simples, o que se deve ao uso hábil do pincel, experiência de milhares de anos.

Liang Sheng Wei é taiwanês naturalizado brasileiro, professor de mandarim, pintura chinesa, caligrafia e Tai Chi Chuan.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

cultivando sabedoria

O que você procura?
Nossos visitantes
Facebook           Contato

sitesementedobem@gmail.com

Curitiba - PR - Brasil