Compostagem caseira para todos os espaços

Com pouco trabalho e nenhum incômodo é possível reaproveitar o lixo orgânico produzido em casa e transformá-lo em adubo para as plantas.

A composteira caseira é um mecanismo simples e de baixo custo usado para transformar o lixo orgânico produzido no ambiente doméstico em adubo de ótima qualidade.

O primeiro passo para realizar o processo de compostagem orgânica é separar o lixo dentro de casa, iniciando com a distinção entre o lixo orgânico (alimentos crus ou cozidos como cascas, bagaços, caroços e sementes de frutas e hortaliças, borra de café, guardanapo e papel toalha) do não orgânico (vidro, metal, plástico, embalagens longa vida, isopor, pilhas e baterias).

De acordo com Julia Stuchi (Embrapa/Amapá), o uso da composteira doméstica ajuda na conservação do meio ambiente e também "é uma interessante ferramenta de educação ambiental para as crianças nas escolas e em casa". Estudos apontam que o Brasil produz cerca de 242 mil toneladas de lixo urbano por dia e que 60% deste lixo gerado em ambiente doméstico é de resíduos orgânicos que poderiam ser transformados em adubo.

Que tal ajudar a diminuir a quantidade de lixo orgâncio que desperdiçamos todos os dias? Para fazer a compostagem em casa, é possível usar várias técnicas, de acordo com o espaço que você tem e com o objetivo da produção do adubo. A seguir mostramos alguns exemplos e dicas para fazer você mesmo, veja como é simples!

Composteira em garrafa PET

É muito simples, não ocupará nenhum espaço e não requer nenhum gasto para fazer. Você pode utilizar qualquer tipo de garrafa ou garrafão, desde que tenha duas iguais para facilitar. Veja abaixo a imagem com os detalhes para a produção da sua.

Para que este pequeno ambiente não fique desequilibrado e ocorra a transformação em adubo, precisamos ter alguns cuidados: 1. Os resíduos devem ser somente vegetais crus e bem picados; isso ajuda no trabalho das bactérias transformadoras. Utilizar poucas frutas cítricas. Fazer quantas camadas quiser, separando com um pouco de folhas e borra de café. Se tiver, pode adicionar um pouco de terra entre as camadas. 2. Quando houver líquido (chorume) no reservatório inferior, pode ser retirado, diluir na proporção de 1 parte para 10 partes de água, agitar e regar as plantas. É um ótimo biofertilizante, mas puro pode queimar a planta. 3. Após 60 dias, a compostagem deve estar concluída, o volume reduz muito e não tem nenhum cheiro desagradável. Para usar, basta misturar com a terra em partes iguais no plantio, ou adicionar um pouco nos vasos para adubar.

Compostagem no quintal

Consiste em abrir um buraco de tamanho suficiente para depositar resíduos por algumas semanas. Escolha um local meio isolado, como um cantinho da horta, e é melhor que seja sombreado.

1. Separe os resíduos de lixo orgânico: alimentos crus ou cozidos como cascas, bagaços, caroços e sementes de frutas e hortaliças, borra de café, guardanapo e papel toalha. Pode usar também aparas de grama, podas de plantas e folhas secas. 2. Deposite no buraco e sempre jogue uma camada fina de terra e folhas secas. Isto protegerá do mau cheiro e visitantes indesejáveis.

Não deve-se colocar resíduos de carnes, embutidos, laticínios, óleos, gorduras (por atrair bichos) e excesso de frutas ácidas, como laranja, limão e abacaxi (pode causar desequilíbrio no sistema). Após encher o buraco, você deve deixar para curtir e virar adubo por 90 a 120 dias. Estará pronto quando não tiver nenhum cheiro, com aparência de terra e temperatura baixa.

Minhocário

É um sistema que produz húmus de minhoca. Você pode comprar as caixas já prontas ou fazer com baldes ou caixas plásticas.

Confira neste site um passo a passo sobre como fazer em casa.

Maria Aparecida Roloff é formada em Engenharia Florestal pela UFPR e trabalha com artesanato, culinária vegana e consultoria em hortas urbanas

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

cultivando sabedoria

O que você procura?
Nossos visitantes
Facebook           Contato

sitesementedobem@gmail.com

Curitiba - PR - Brasil